Como irritar um médico veterinário em 12 passos

Publicado: 19 de agosto de 2011 em AMENIDADES

 

1.Comece a consulta reclamando da demora, mesmo que o veterinário demore menos de 01 hora para chegar até o seu haras. Depois, diga ao veterinário que ele é o terceiro que você procura pelo mesmo motivo, e que você só quer mais uma opinião, pois não confia muito em veterinários. Diga também aquela frase clássica: “Cada veterinário fala uma coisa!”;

 

 2.Nunca responda diretamente às perguntas. Caso ele pergunte se o animal teve febre, diga que teve tosse. Conte tudo detalhadamente, começando, se possível, desde quando o animal era potro….

 

3.Leve sempre 3 crianças com você (nem precisa ser seus filhos): especialmente aquelas que mexem em tudo, se penduram no estetoscópio e ficam fazendo perguntas no meio da consulta. Combine, previamente, com uma delas, para quebrar o termômetro;

 

4.Peça receita de um anabolizante e vitaminas. Diga que não é para você, mas para uma vizinha muito amiga sua. Não se esqueça de dizer que ela fornece aos netos halterofilistas há anos e que não fica sem eles….;

 

5.Quando o veterinário perguntar que remédio você já administrou ao animal, diga   que não se lembra do nome, mas “que é um frasco branco” e   que você está pensando em parar de dar porque não funcionou e é muito caro como, aliás, todos os medicamentos que você receita. Aproveite para pedir uma “amostra de vermífugo” e abatimento na quilometragem;

 

6.Quando o veterinário estiver se despedindo de você, em uma Hípica ou no Jockey por exemplo ,diga bem alto, para os outros ouvirem também: “Vamos ver se agora o senhor acerta!”;

 

7.No retorno da consulta, inicie com: “O animal está pior que antes”. Aproveite para incluir, no relato, novas queixas de outros animais. Diga que o animal passou por um prático, muito antigo e muito conceituado no bairro que a sua tia mora, e ele resolveu trocar os remédios;

 

8.Insista para que o veterinário tente descobrir a causa daquela cólica   que o animal teve há seis meses, e que desapareceu misteriosamente. Insista em contar os sintomas com riqueza de detalhes;

 

9.Traga os exames solicitados por outros veterinários.  Se ele for clínico geral, consiga um eletrocardiograma raro para laudar…

 

10.Descubra o telefone da casa do seu veterinário, e só passe a procurá-lo à noite. Dê preferência a assuntos banais em horários avançados, tipo qual seria o melhor garanhão para cobrir aquela égua aposentada no seu sítio…;

 

11.No final da consulta, pergunte se ele não faria o favor de dar um atestado (for fait), pois você não “teve condições de treinar e não quer participar da prova”, ou, então, diga que você tinha que resolver uns probleminhas, do tipo organizar festa e eventos, e não deu para trabalhar o animal;

 

12.Finalmente, complete a irritação dele, mandando-lhe estas dicas, e a seus amigos e clientes do seu querido e compreensivo veterinário.

 

Medicina veterinária não é uma profissão é um estilo de vida…

 

comentários
  1. Cris Bessa disse:

    Entre outras coisa né…rs

  2. Quem nunca já passou por pelo menos 5 paasos pode curtir.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s