Terapia Celular Para Doenças respiratórias

Publicado: 10 de janeiro de 2016 em ARTIGOS
Tags:, , ,

A Orva -Obstrução recorrente das vias aéreas é uma patologia comum nos animais estabulados e os tratamentos com terapias celulares demonstram ser eficazes e promissores!

o que é ORVA?

A obstrução recorrente das vias aéreas é uma enfermidade que não tem cura e causa transtornos devido às limitações atléticas, ao desconforto respiratório e lesões pulmonares que podem causar nos equinos acometidos. A fisiopatogenia da doença ainda não está completamente esclarecida e o tratamento tem como objetivo reduzir a inflamação das vias aéreas e proporcionar maior conforto respiratório. Para tal, recorre-se ao uso de medicamentos, principalmente broncodilatadores e corticóides, e à retirada do animal do ambiente que provoca as crises, reduzindo-se a exposição aos prováveis alérgenos envolvidos: mofo, poeira ou alimento particulado. Este trabalho faz uma breve revisão de literatura do que se sabe sobre a ORVA, inclusive quanto às perspectivas das pesquisas atuais.

OBSTRUÇÃO RECORRENTE DAS VIAS AÉREAS (ORVA) Patrícia de Castro Duarte

O trabalho a seguir demonstra que estamos no um caminho certo!!!!

A terapia celular realmente é uma realidade na medicina veterinária equina!

 

RESPOSTA CELULAR DO TRATAMENTO COM INSTILAÇÃO TRAQUEAL DE CÉLULAS MONONUCLEARES AUTÓLOGAS DERIVADAS DA MEDULA ÓSSEA EM EQUINOS COM OBSTRUÇÃO RECORRENTE DAS VIAS AÉREAS Fernanda Zettel Bastos1 , Fernanda Cristina Mendes Barussi 1 , Felipe Yukio Ishikawa Fragoso 2 , Lidiane Maria Boldrini Leite2 , Alexandra Cristina Senegaglia 2 , Pedro Vicente Michelotto Jr 1 1Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Escola de Ciências Agrárias e Medicina Veterinária, PUCPR 2Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Escola de Medicina, PUCPR

Palavras-chave: Macrófago Alveolar;Neutrófilo;Fluido do Lavado Broncoalveolar;Terapia Celular;Citologia

Resumo:

Introdução: A Obstrução Recorrente das Vias aéreas (ORVA) é uma doença inflamatória e obstrutiva, comum em cavalos adultos estabulados. A ORVA não tem cura e o tratamento com corticoesteróides possui efeitos colaterias, o que leva à busca por novas terapias. Objetivo: Avaliar a segurança e a resposta a nível celular das células mononucleares derivadas de medula óssea (CMNDMO) como tratamento de cavalos com ORVA crônica. Material e Métodos: Oito cavalos foram incluídos no estudo, divididos aleatoriamente em grupo tratado com única instilação traqueal de CMNDMO (Gcel) e outro com terapia convencional de dexametasona oral por 21 dias (Gdex). Os tratamentos iniciaram a partir da confirmação do quadro clínico e os animas foram avaliados antes do início do tratamento (0 dia), aos 7 e 21 dias.  Após a sedação dos animais com detomidina e cloridato de petidina, coletou-se o fluido do lavado broncoalveolar (LBA) com instilação de 500 mL de solução salina estéril a 37°C. A partir do fluido do LBA foi feita a avaliação citológica diferencial e a análise da atividade dos macrófagos alveolares (adesão e fagocitose). A análise estatística foi realizada ANOVA one-way, seguida do teste de Tukey de múltipla comparação. Resultados: Em ambos os tratamentos, a percentagem de neutrófilos reduziu significativamente na avaliação dos 7 dias (Gdex p<0,0001 – Gcel p=0,004) e 21dias (Gdex p<0,0001 – Gcel p=0,023) em comparação com a avaliação inicial. Essa diminuição foi acompanhada pelo aumento significativo no número de macrófagos alveolares, igualmente aos 7 dias (Gdex p<0,0001 – Gcel p=0,0012) e 21dias (Gdex p=0,0006 – Gcel p=0,0026). A adesão e a fagocitose do macrófago alveolar apresentaram aumento significativo apenas no grupo Gdex (p<0,05). Conclusão: o tratamento com CMNDMO se mostrou seguro, foi equivalente à terapia com dexametasona na melhora do perfil de células do fluido do LBA, e mostrou-se superior na regulação da atividade do macrófago alveolar.

Agradecimentos: CNPq, Polícia Militar do Parana

POSTER  COMPLETO EXPOSTO NA ABRAVEQ – orva

[Cod. Trabalho : 1341]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s